Pregação sobre o nervosismo. Pregação sobre a ira – Mensagens evangélicas da palavra de Deus

14 Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
15 Pois o que faço, não o entendo; porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço.
16 E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
17 Agora, porém, não sou mais eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
18 Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está.
19 Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico.
20 Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
21 Acho então esta lei em mim, que, mesmo querendo eu fazer o bem, o mal está comigo.
22 Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
23 mas vejo nos meus membros outra lei guerreando contra a lei do meu entendimento, e me levando cativo à lei do pecado, que está nos meus membros.
24 Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?
25 Graças a Deus, por Jesus Cristo nosso Senhor! De modo que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.

Romanos 17:14 a 25

Em outras palavras: dá para entender perfeitamente que o Apóstolo Paulo está querendo nos dizer que muitas vezes ele próprio também queria ser uma pessoa diferente. Ele nos relata que ele já sentiu na carne o tentar fazer as coisas do melhor jeito possível e, infelizmente, depois acabar constatando que tudo tinha saído diferente daquilo que ele havia imaginado.

15 Pois o que faço, não o entendo; porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço. – Romanos 17:15

Na continuação do texto bíblico podemos ver que esse grande homem de Deus, iluminado pelo Espírito Santo, nos ensina a respeito desse grande mistério relativo à nossa natureza humana. O Apóstolo Paulo detalha sobre o que é que acontece conosco quando muitas vezes nós também não conseguimos fazer a coisa certa e nem conseguimos fazer o bem que gostaríamos de fazer.

Outro dia eu estava conversando com um irmão e esse irmão estava me contando que, mesmo ele não querendo irar-se ou ficar nervoso por causa de uma situação muito estressante que tinha acontecido no trabalho dele , ele não conseguiu ficar quieto, descontrolou-se, ficou muito nervoso e acabou se irando muito. Diante daquele desequilíbrio ele, declarou que, mesmo sendo ele um conhecedor da palavra de Deus, acabou dando um mau testemunho.

Eu não sei se já aconteceu isso com você. Se não aconteceu, glórias a Deus pela sua vida e pela sua caminhada. Que o Senhor aumente cada vez mais a sua longanimidade.

Infelizmente eu já não posso falar a mesma coisa. Comigo já aconteceu e ainda hoje acontece esse tipo de situação. Mesmo eu tendo um pouquinho do conhecimento da palavra de Deus, mesmo contra a minha vontade, assim como aquele meu irmão, ainda me vejo escorregando nesse tipo de acontecimento.

E, como não poderia ser diferente. Muitas das vezes que isso acontece conosco, é claro que tudo isso só acontece porque a gente sempre acha que tem a razão.

Diante disso me veio à pergunta: Independente de eu ter ou não razão para brigar ou ficar nervoso com esse ou com aquele, por que eu não consigo fazer diferente? Por que eu ainda tenho que passar por esse tipo de situação que acaba manchando e afetando de maneira tão desagradável a nossa caminhada rumo a nossa santidade, a nossa vida com os irmãos e, principalmente a nossa comunhão com o nosso Senhor Jesus Cristo?

Depois de meditar um pouco sobre o assunto eu me lembrei que o Apóstolo Paulo havia comentado alguma coisa parecida com esse tipo de episódio. Ele disse:

15 Pois o que faço, não o entendo; porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço. – Romanos 17:15

E me lembrei também desse maravilhoso Salmo:

3 Confie no Senhor e faça o bem; assim você habitará na terra e desfrutará segurança.
4 Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração.
5 Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá:
6 ele deixará claro como a alvorada que você é justo, e como o sol do meio-dia que você é inocente.
7 Descanse no Senhor e aguarde por ele com paciência; não se aborreça com o sucesso dos outros nem com aqueles que maquinam o mal.
8 Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal.
9 Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança.
10 Um pouco de tempo, e os ímpios não mais existirão; por mais que você os procure, não serão encontrados. – Salmo 37:3 a 10


Em especial dessa parte:

8 Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal.– Salmo 37:8

Exatamente. A ira e a fúria, embora sejam reações normais do ser humano, elas devem ser evitadas ao máximo porque só geram o mal. Isso acontece tanto para quem faz esse tipo de situação quanto para quem recebe.

O fato de haver litígios entre vocês já significa uma completa derrota. Por que não preferem sofrer a injustiça? Por que não preferem sofrer o prejuízo?
1 Coríntios 6:7

Outra palavra que me chamou bastante atenção foi justamente essa palavra que nos adverte sobre qual deveria ser o nosso comportamento diante dessas  situações de maior irritação e estresse.

Eu sei que pode parecer loucura agir assim. É por isso que a palavra de Deus nos ensina que, para o mundo as coisas de Deus são loucura. Mas se conseguirmos agir assim, como o Espírito Santo de Deus está nos orientando, certamente a nossa felicidade será bem maior.

Mais uma vez eu me perguntei:

Por que será então que eu não consigo fazer todo o bem que eu quero fazer?

Logo o Espirito Santo me respondeu. Ele disse:

13 pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele. - Filipenses 2:13

Esse nosso Deus é lindo demais! Foi ai enfim que eu acabei entendendo que eu estava fazendo tudo errado.

Eu estava querendo fazer. Eu estava querendo realizar.  Mas, como podemos ver na palavra de Deus, nada disso vem de nós, e sim, do nosso Deus e Senhor.

Então, eu acabei chegando à conclusão que para conseguir fazer a coisa certa, para eu fazer o bem no lugar do mal eu teria que pedir isso ao Pai.

Dessa forma, sempre que eu preciso manter o controle. Sempre que eu percebo que eu estou me irritando, ficando nervoso ou ficando ansioso demais diante de uma situação. Sempre que eu percebo que o meu equilíbrio emocional, físico, sentimental e psicológico estão sendo atacados pelo mal eu faço a seguinte oração:

Pai, no nome do Senhor Jesus Cristo, dai-me força, poder e perseverança para eu fazer o bem que eu quero fazer. Amém e glórias a Deus.

Experimente! Dá certo.

Fique na paz do Senhor Jesus Cristo.

MENSAGENS DE ANIVERSÁRIO

USE O PODER DA SUA FÉ EM DEUS

RECEBA, GRÁTIS, MENSAGENS NO SEU E-MAIL

NÃO ENCONTROU? PESQUISE AQUI

Carregando...

JUNTE-SE A NÓS NO G+

SIGA-NOS E RECEBA AS NOSSAS ORAÇÕES

Arquivo do blog