Destruindo as sentenças do maligno – Mensagem evangélica da palavra de Deus



8 Irmãos, não queremos que vocês desconheçam as tribulações que sofremos na província da Ásia, as quais foram muito além da nossa capacidade de suportar, a ponto de perdermos a esperança da própria vida.
9 De fato, já tínhamos sobre nós a sentença de morte, para que não confiássemos em nós mesmos, mas em Deus, que ressuscita os mortos.
10 Ele nos livrou e continuará nos livrando de tal perigo de morte. - 2 Coríntios 1: 8 a 10

Uma sentença de morte é uma palavra final. Sendo final, não há outra saída. É o fim da linha.

Num julgamento, depois de todo o trabalho da defesa, da acusação e do tribunal do júri, se o réu for declarado culpado ele solenemente haverá de receber do senhor juiz a respectiva sentença e a respectiva condenação.

A mesma coisa acontece quando alguém está gravemente ferido ou doente. Quando um médico diz aos familiares que não tem mais jeito. Que determinado paciente tem somente mais alguns meses, dias ou horas de vida ele está dando um parecer final. Ele está na verdade, baseado naquilo que ele aprendeu da medicina e na experiência profissional dele, dando ao paciente uma sentença de morte.

Nessa vida estamos sujeitos a recebermos muitas sentenças e condenações. Quando menos esperamos podemos ser surpreendidos por alguma delas.

Quando criança, qual de nós não recebeu de um amigo, vizinho e até mesmo de algum familiar algo do tipo: Você não vai conseguir. Você não vai fazer e etc.
Na escola podemos receber alguma sentença de algum colega ou até mesmo de algum “professor”.
No nosso trabalho podemos receber alguma sentença de algum companheiro, de algum cliente, fornecedor ou até mesmo de algum superior hierárquico.

Durante toda a nossa vida nós podemos receber muitas palavras negativas e repletas de malignidade.  Algumas pequenas e sem importância, mas podemos receber também outras muito maiores e mais graves, essas são as sentenças de morte.

Essas sentenças podem ser dadas não somente para nos privar da nossa liberdade como podem também serem emitidas para condenar a nossa saúde física, emocional, sentimental e financeira.

Muitas sentenças são direcionadas para as nossas atividades profissionais, para a nossa vida familiar, para o nosso casamento, para os nossos relacionamentos, para a nossa vida financeira, para as nossas empresas, para os nossos sonhos e projetos ou para qualquer outra área da nossa vida.

Essas situações, para as pessoas que recebem tais palavras, geralmente proporcionam muita dor, tristeza, incerteza, medo e, em muitos casos muito desespero.

Era uma situação de sentença de morte que o Apóstolo Paulo estava vivendo naquele momento. Ele estava passando por uma grave tribulação. Era uma situação muito difícil. Segundo ele o problema era de difícil solução e estava muito além da capacidade deles suportarem.

O que o Abençoado Apóstolo Paulo estava vivendo naquele momento era algo tão grave que, mesmo um homem ungido e cheio do Espírito Santo como ele havia perdido a esperança em salvar-se tamanha era a gravidade da situação. É como ele mesmo disse:

A ponto de perdermos a esperança da própria vida. - 2 Coríntios 1: 8 a 10

O que é perder a esperança da própria vida?

Perder a esperança da própria vida é perder a confiança de que a vida vai seguir adiante. É sentir que a vida vai ficando cada vez mais distante, e ver a morte chegando cada vez mais perto.

Era essa a situação que O Apóstolo Paulo e os seus companheiros estavam vivendo naquele momento. Vamos recapitular;

A situação estava muito complicada;
O problema era de difícil solução;
O problema era muito maior do eles podiam suportar e o desespero acabou tomando conta da situação. Ele mesmo nos disse:


As tribulações que sofremos na província da Ásia, as quais foram muito além da nossa capacidade de suportar, a ponto de perdermos a esperança da própria vida. De fato, já tínhamos sobre nós a sentença de morte - 2 Coríntios 1: 8

Assim como o Apóstolo Paulo e os companheiros dele naquele momento sentiram aquela sentença de morte, muitos de nós podemos, hoje, estarmos passando por uma situação semelhante.

Apesar daquela situação ser de difícil resolução, pois era uma tribulação gravíssima, ela foi completamente derrotada. Amém!

Como assim foi derrotada?

A situação foi completamente eliminada. O Apóstolo Paulo nos informou isso:

Ele nos livrou. - 2 Coríntios 1: 10

Ele nos livrou?
Ele quem?
O Apóstolo Paulo?
Algum amigo dele?
Quem livrou o Apóstolo Paulo e os seus companheiros se tão grave problema? Algum governante ou autoridade local que apareceu ali?

Não!

Quem livrou o Apóstolo Paulo e os seus companheiros daquela terrível situação de morte foi o nosso Poderoso Deus, O Senhor Jesus Cristo e o seu maravilhoso Espírito Santo.  Amém! Aleluia! Glórias a Deus!

Com essa palavra podemos aprender com o abençoado Apóstolo Paulo qual é a solução, qual é o método, qual é o segredo que devemos adotar para que possamos receber esse mesmo Poderoso Poder do nosso Deus nas nossas vidas capaz de destruir e derrotar para sempre todas as sentenças de morte que o diabo insiste em colocar nas nossas vidas.

Qual é o segredo?

O segredo é muito simples:

Que não confiássemos em nós mesmos, mas em Deus, que ressuscita os mortos. - 2 Coríntios 1: 9

Qual é o segredo mesmo?

Queridos irmãs e irmãs em Cristo Jesus, o primeiro e fundamental segredo é não confiarmos nas nossas próprias forças. É não querermos resolver tudo do nosso modo e sozinhos.

O segundo segredo é nos abandonarmos completamente nas poderosas mãos da Santíssima Trindade.

Não importa qual foi ou é a sentença que acabamos de receber desse ou daquela pessoa. Não importa se foi na área da nossa saúde, no nosso emocional, na nossa vida sentimental, na saúde de um ente querido, no nosso trabalho, na nossa vida profissional, nos nossos negócios, na nossa empresa, no nosso comércio, na nossa escola... Isso não tem a menor importância porque o nosso Deus, o Glorioso Senhor Jesus Cristo ressuscitado e o maravilhoso Espírito Santo de Deus vão destruir imediatamente toda e qualquer tentativa do maligno de impor sobre as nossas vidas a grande mentira dele que é a morte. Amém! Glórias a Deus!

Queridos, jamais nos esqueçamos que nós temos na nossa vida o nosso Deus Altíssimo, o nosso Senhor Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus para olhar por nós e nos proteger e nos livrar de todos os males. Amém!

Ele nos livrou e continuará nos livrando de tal perigo de morte. Nele temos depositado a nossa esperança de que continuará a livrar-nos - 2 Coríntios 1: 10

Fique na paz do Senhor Jesus Cristo.

MENSAGENS DE ANIVERSÁRIO

USE O PODER DA SUA FÉ EM DEUS

RECEBA, GRÁTIS, MENSAGENS NO SEU E-MAIL

NÃO ENCONTROU? PESQUISE AQUI

Carregando...

JUNTE-SE A NÓS NO G+

SIGA-NOS E RECEBA AS NOSSAS ORAÇÕES

Arquivo do blog