Daniel na cova dos leões - Mensagens Evangelicas da Palavra de Deus

14 Ouvindo então o rei a notícia, ficou muito penalizado, e a favor de Daniel propôs dentro do seu coração livrá-lo; e até o pôr do sol trabalhou para o salvar.
15 Nisso aqueles homens foram juntos ao rei, e lhe disseram: Sabe, ó rei, que é lei dos medos e persas que nenhum interdito ou decreto que o rei estabelecer, se pode mudar.
16 Então o rei deu ordem, e trouxeram Daniel, e o lançaram na cova dos leões. Ora, disse o rei a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, ele te livrará.
17 E uma pedra foi trazida e posta sobre a boca da cova; e o rei a selou com o seu anel e com o anel dos seus grandes, para que no tocante a Daniel nada se mudasse:
18 Depois o rei se dirigiu para o seu palácio, e passou a noite em jejum; e não foram trazidos à sua presença instrumentos de música, e fugiu dele o sono.
19 Então o rei se levantou ao romper do dia, e foi com pressa à cova dos leões.
20 E, chegando-se à cova, chamou por Daniel com voz triste; e disse o rei a Daniel: Ó Daniel, servo do Deus vivo, dar-se-ia o caso que o teu Deus, a quem tu continuamente serves, tenha podido livrar- te dos leões?
21 Então Daniel falou ao rei: Ó rei, vive eternamente!
22 O meu Deus enviou o seu anjo, e fechou a boca dos leões, e eles não me fizeram mal algum; porque foi achada em mim inocência diante dele; e também diante de ti, ó rei, não tenho cometido delito algum.
23 Então o rei muito se alegrou, e mandou tirar a Daniel da cova. Assim foi tirado Daniel da cova, e não se achou nele lesão alguma, porque ele havia confiado em seu Deus.
24 E o rei deu ordem, e foram trazidos aqueles homens que tinham acusado Daniel, e foram lançados na cova dos leões, eles, seus filhos e suas mulheres; e ainda não tinham chegado ao fundo da cova quando os leões se apoderaram deles, e lhes esmigalharam todos os ossos.
25 Então o rei Dario escreveu a todos os povos, nações e línguas que moram em toda a terra: Paz vos seja multiplicada.
26 Com isto faço um decreto, pelo qual em todo o domínio do meu reino os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel; porque ele é o Deus vivo, e permanece para sempre; e o seu reino nunca será destruído; o seu domínio durará até o fim.
27 Ele livra e salva, e opera sinais e maravilhas no céu e na terra; foi ele quem livrou Daniel do poder dos leões.
28 Este Daniel, pois, prosperou no reinado de Dario, e no reinado de Ciro, o persa.

Daniel 6:14-28

Por causa da fé, do temor a Deus e da vida correta que Daniel levava que ele foi vítima de uma terrível perseguição. A cobiça, a inveja e os ciúmes daqueles que o perseguiam e queriam ver o seu fim fizeram com que ele caísse numa terrível cilada e devido isso o inocente Daniel foi injustamente castigado.

Qual de nós nunca foi injustamente perseguido e caluniado por causa da nossa fé no nosso Deus Vivo e Poderoso. Qual de nós nunca ouviu um colega de trabalho dizer que nós éramos estranhos e esquisitos por que não fazíamos as mesmas coisas que eles? Qual de nós nunca foi rejeitado pelos colegas de trabalho ou de escola porque não ficamos nas rodinhas de bate-papo  zombando deste ou daquele colegas e fazendo fofocas e intrigas? Qual de nós já não foi ridicularizado por não ficar cometendo tudo quanto é tipo de pecado com os pensamentos e com palavras? Isso quando não acontecia coisa pior.

Quantas vezes fomos deixados porque temos o Dom do temor de Deus nos nossos corações e procuramos andar nos caminhos retos da justiça, retidão, santidade, honestidade e fidelidade ao nosso Deus de Amor. A mesma coisa aconteceu com Daniel, um jovem e correto servo de Deus.

Daniel foi jogado na cova dos Leões, Daniel foi colocado num buraco no qual a única saída havia sido tampada por uma pedra enorme. Daniel estava sem saída. Daniel estava cercado por feras ferozes. Daniel estava sendo observado por animais ferozes que ao menor movimento poderiam fazer dele picadinho.

E nós? Qual de nós nunca esteve num buraco sem saída onde olhávamos para os lados e não víamos saída e nem esperanças de sair dali? Quantos de nós já não nos vimos cercados pelos nossos inimigos que queriam a todo custo acabar conosco.  Era exatamente isso que estava acontecendo com o jovem Daniel.
 
Vamos aprender com o abençoado e perseverante Daniel o que temos que fazer quando nos encontrarmos num buraco sem saída e cercados pelos nossos inimigos que são as feras deste mundo de pecado, injustiça e maldade.

Podemos observar pela palavra de Deus que o jovem Daniel não murmurou e nem reclamou. Daniel sabia que o Deus em quem ele confiava haveria de livrá-lo dos seus inimigos, pois ele sempre andou ao lado de Deus, com sinceridade de coração, humildade, temor e fidelidade. Por isso Daniel não se desesperou. Daniel não entrou em pânico e nem desanimou. Ele simplesmente confiou a sua vida nas mãos do nosso amado Deus.

Daniel sabia que, durante aquela terrível provação ele não haveria de estar sozinho e abandonado. Lá no fundo do seu coração ele sabia que o Deus Vivo, Forte, Fiel que cumpria todas as suas promessas na vida dele não haveria de deixá-lo cair nas mãos dos seus inimigos. Daniel sabia que não importaria o tempo que ele fosse passar ali naquela cova ao lado daquelas feras. O que ele tinha no coração, certamente, era uma confiança inabalável de que o Deus Todo Poderoso o tiraria ileso, tanto do buraco quanto das garras dos seus inimigos.

Essa é a maravilhosa fé que deveríamos ter quando as coisas não estiverem boas para o nosso lado. Quando o bicho estiver pegando, quando a situação ficar preta devemos ter nos nossos corações essa fé inabalável no nosso Deus Poderoso porque, no momento certo, e de forma extraordinária, Ele vai nos dar um fantástico livramento.

Deus é fiel! A nossa fé no nosso Deus Pai, no senhor Jesus Cristo e no Espírito Santo de Deus jamais será desapontada. Com o jovem Daniel não foi diferente.


Glórias a Deus!

Daniel enfrentou aquela noite longa e escura. Ele estava cercado pelos inimigos, mas ele era um ungido e protegido pelo Deus Altíssimo e por isso ele recebeu a companhia protetora, salvadora e consoladora do Anjo do Senhor.

Daniel foi maravilhosamente protegido pelo anjo do senhor que acampou ao lado dele e não permitiu que os seus inimigos se aproximassem dele e nem que fizessem mal algum a ele.  Daniel confiou no senhor e ele não foi desapontado. A provação tinha sido enorme, mas Daniel teve fé e entregou toda aquela situação adversa nas mãos do Senhor e, como Deus não é homem para mentir, Ele livrou o jovem Daniel do buraco onde ele estava e ainda deu aos inimigos do rapaz o fim que eles mereciam.

Os inimigos de Daniel pagaram alto preço por não terem o temor de Deus e por perseguiram um servo do Senhor. Eles se deixaram dominar pela cobiça, inveja, ciúmes e por causa disso eles caíram diante dos seus pecados. 

A mesma coisa acontecerá conosco. Diante das adversidades, das perseguições, das depressões, buracos e feras da vida, jamais devemos nos desesperar. Não importa o tamanho da fera, a largura, o comprimento e nem a profundidade do buraco, vamos gravar nos nossos corações a certeza de que o nosso Deus Vivo, Forte e Poderoso vai nos libertar e depois vai nos fazer triunfar diante dos nossos inimigos. Amém!

O Pai, o Filho e o Espírito Santo de Deus serão glorificados no nosso triunfo. Os nossos inimigos, aqueles que conseguirem resistir, haverão de ver que não se aborrece e nem se desafia o nosso Deus, Vivo, Forte e Poderoso. E que também, não se mexe jamais com nenhum dos servos de Deus sem que experimentem o duro, justo e forte braço da justiça do nosso Deus misericordioso. Aleluia! Glórias a Deus!

Ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo toda honra, glória e Poder ontem, hoje e eternamente!   Amém!

Veja também:

Não temas, não tenha medo

PESQUISE AQUI

PESQUISE AQUI

PESQUISAR NESTE BLOG

Carregando...

GRÁTIS - MENSAGENS DE FÉ NO SEU E-MAIL

VEJA TAMBÉM

COMO COLAR?

CURSOS GRATUITOS

JUNTE-SE A NÓS NO G+

SIGA-NOS E RECEBA AS NOSSAS ORAÇÕES

Translate

CURSOS GRATUITOS