Abraão 0 Pai da Fé - Mensagens Evangélicas da Palavra de Deus

A IMPRESSIONANTE FÉ DE ABRAÃO
(O Pai da Fé)
Livro de Genesis - 22 – 1:14

E aconteceu depois destas coisas, que provou Deus a Abraão, e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.    
Este é o primeiro momento da fé sobrenatural de Abraão, ele sabia que seja lá o que for que Deus lhe pedisse, sempre seria o melhor para ele, e ele sempre atenderia prontamente porque era o melhor a fazer.
Deus necessitava que a fé de Abraão fosse maior, sólida e duradoura e por isso o colocou a prova e Abraão respondeu prontamente sem vacilar, Eis-me Aqui. Pode falar que o teu servo te escuta, o que queres que eu faça Senhor?
E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi.   
Deus pediu para Abraão levar o seu único filho, um jovem muito amado que tinha sido criado com muito carinho por eles, para que ele fosse ofertado ao Senhor em um ritual de sacrifício sob o monte Moriá (Quer dizer o  monte dos sacrifícios).
Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada, e carregou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque seu filho; e cortou lenha para o holocausto, e levantou-se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera.   
Por mais impressionado e chocado que Abraão pudesse estar ele considerou que Deus era poderoso o suficiente para ressuscitar o seu filho amado, mesmo que este viesse a morrer (Hebreus 11:17-18).
Sendo assim, ele preparou tudo e foi para o local do sacrifício.

Ao terceiro dia levantou Abraão os seus olhos, e viu o lugar de longe.   

O que se passou no pensamento e no coração de Abraão durante estes três dias em que ele e o seu filho amado estiveram caminhando até o monte?

E disse Abraão a seus moços: Ficai-vos aqui com o jumento, e eu e o moço iremos até ali; e havendo adorado, tornaremos a vós.   

Aqui está a segunda coisa impressionante e sobrenatural sobre a fé de Abraão. Observe bem que Abraão falou para os moços que o acompanhavam:

“EU E O MOÇO (SEU FILHO ISAQUE) IREMOS ATÉ ALI, E HAVENDO ADORADO, TORNAREMOS A VÓS”

Abraão disse assim: Eu e o meu filho iremos até o monte adorar a Deus e depois nós voltaremos, eu e o garoto, nós voltaremos intactos nada nos acontecerá. Abraão tinha certeza da sua volta e da volta de Isaque também, ele sabia, pela fé, que não importava o que iria acontecer no monte, pois ambos voltariam em segurança.

E tomou Abraão a lenha do holocausto, e pô-la sobre Isaque seu filho; e ele tomou o fogo e o cutelo na sua mão, e foram ambos juntos.   

Com  a certeza do regresso já impressa no seu coração Abraão e Isaque seguiram para o local do sacrifício.

Então falou Isaque a Abraão seu pai, e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?   

Isaque como já tinha certa idade, estranhou a falta do cordeiro que seria oferecido em sacrifício no ritual de adoração  a Deus e questionou o seu pai:
Pai, Tudo que necessitamos para o sacrifício está aqui. No entanto está faltando o principal: O cordeiro, e agora o que faremos?

E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim caminharam ambos juntos.   

Este é o terceiro  momento da fé sobrenatural de Abraão, veja que em momento algum Abraão duvida do desfecho daquela situação e diante do questionamento de Isaque a respeito da ausência do cordeiro que seria usado para o sacrifício Abraão diz para Isaque mais ou menos assim:

“NÃO SE PREOCUPE FILHO QUERIDO, QUANDO CHEGARMOS AO LOCAL DO SACRIFICIO DEUS PROVERÁ O CORDEIRO”

 E chegaram ao lugar que Deus lhe dissera, e edificou Abraão ali um altar e pós em ordem a lenha, e amarrou a Isaque seu filho, e deitou-o sobre o altar em cima da lenha.   
 E estendeu Abraão a sua mão, e tomou o cutelo para imolar o seu filho;   
Mas o anjo do SENHOR lhe bradou desde os céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.   
Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho.   
Então levantou Abraão os seus olhos e olhou; e eis um carneiro detrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.   

A certeza de Abraão, certeza que vem da fé dele, era tamanha que ele já sabia em seu coração que nada iria acontecer ao seu filho amado, nada! Porque Deus disse:
Abençoá-la-ei, e também dela te darei um filho; sim, abençoá-la-ei, e ela será mãe de nações; reis de povos sairão dela. (Genesis 17 – 16)
Sara, tua mulher, te dará à luz um filho, e lhe chamarás Isaque; com ele estabelecerei o meu pacto como pacto perpétuo para a sua descendência depois dele. (Genesis 17 – 19)
Abraão sempre guardou em seu coração o que Deus lhe avia dito sobre a aliança que havia de estabelecer com ele, ora como a aliança poderia ser realizada se Isaque não existisse, se isso ocorresse a palavra de Deus não poderia ser cumprida.
Todo aquele que crê em Deus sabe muito bem que a palavra Dele uma vez proferida, jamais volta atrás e com Abraão não poderia ser diferente.

“O céu e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar” -  (Mt.24:35 e Lc.21:33)

 

Deus não é homem para que minta, Nem criatura humana para que se arrependa.
Diz algum coisa e não a faz. Promete algo e não cumpre? - (Números 23,19)
“A Palavra do Senhor permanece eternamente” - (Is 11,6-8)

A fé de Abraão é tão fantástica e sobrenatural que ele já sabia que Deus quando fala está falando e pronto, não tem volta.
Então o anjo do Senhor bradou a Abraão pela segunda vez desde os céus. E disse: Por mim mesmo jurei, diz o Senhor: Porquanto fizeste esta ação, e não me negaste o teu filho, o teu único filho, que deveras te abençoarei, e grandissimamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos.
“em tua descendência serão benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz” (Gênesis 22: 11-18).

Este fato foi usado para testar a fé de Abraão, e através deste acontecimento o homem aprendeu que quem provê tudo para ele é o próprio Deus. E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus
Abraão, O Qual se apresentava dizendo:

“Eu Sou o Deus de Abraão”. - (Tiago 2:23)
Este episódio mostra de que maneira Deus proveria a salvação de nossas almas, enviando como um cordeiro o seu filho amado, O nosso Senhor Jesus. Que se ofereceu em sacrifício para que nós pudéssemos viver eternamente.

JUNTE-SE A NÓS NO G+

SIGA-NOS E RECEBA AS NOSSAS ORAÇÕES

GRÁTIS - MENSAGENS DE FÉ NO SEU E-MAIL

PESQUISAR NESTE BLOG

Carregando...

COMO COLAR?

CURSOS GRATUITOS

Translate